Newsletter
Notícias
O VALOR DA COMPREENSÃO E DA COLABORAÇÃO
Por Eduardo Barbosa
 
Para a Logosofia, “colaboração é a parte de esforço, boa vontade e até de sacrifício, que o homem oferece em favor de uma amizade, de uma empresa ou de um ideal”. Quando se observa e analisa a situação mundial e os inúmeros esforços feitos para assegurar a paz entre os homens, podemos concluir que, em realidade, o que está faltando para aproximar os homens em torno de ideais comuns e encaminhar a solução dos problemas humanos é compreensão e colaboração.
 
A colaboração, como princípio que torna possível a realização de obras fecundas e duradouras entre os homens, é um dos tantos valores que a Pedagogia Logosófica estimula na fase de formação do caráter da criança e do adolescente. A compreensão, por sua vez, é outra condição essencial para uma feliz convivência entre as pessoas e indispensável para superar diferenças, naturais em qualquer situação da vida familiar e social.
 
Para nossa reflexão, é oportuno perguntar: quantos problemas que afetam nossa vida no mundo atual seriam encaminhados e resolvidos, efetivamente, apenas com a prática da compreensão e colaboração entre as pessoas?
 
No processo formativo do ser humano, qual seria a fase mais adequada para iniciar a aprendizagem e a prática desses valores? Para a Pedagogia Logosófica, a mente da criança é terra virgem e fértil, sendo não só uma obrigação como também um dever moral semear boas sementes, a fim de que façam surgir as virtudes e qualidades superiores. Daí que, no nosso entendimento, não há fase mais propícia para iniciar esta aprendizagem do que a infância.
 
A prática pedagógica dos Colégios Logosóficos favorece em algo grau o cultivo da compreensão e da colaboração. Assim, desde cedo a criança e o adolescente recebem em nossa escola o incentivo para se tornarem, no futuro, indivíduos capazes de contribuir para a solução de muitos problemas que hoje afligem a alma humana.
 
 
 
 
 
Comércio e importação de materiais escolares e de escritório.