Newsletter
Notícias
PARA QUE SERVE UM PROFESSOR?

Por Matheus Portela

Muitos de nós, se não a maioria, já passou alguns anos dentro de uma sala de aula ouvindo uma figura muito enigmática falando coisas lá na frente. Quantas vezes, talvez, já nos cansamos disso? Quantas vezes resolvemos ir tomar um suco com os amigos do que ter de assistir novamente ao discurso daquele sujeito que tudo sabe? Afinal, pra que nos serve tudo isso?

 
Li estes dias uma frase de uma propaganda que dizia: "O nerd de hoje é o CEO de amanhã". Será mesmo? E como será que se desencadeia um processo tal qual mobilize pessoas de maneira que começam a buscar novos conhecimentos incessantemente até viverem o que leem?
 
O professor é a pessoa que possui nas mãos a palavra "chance". Ele tem uma oportunidade nas mãos que, quando mal utilizada, multiplica o desperdício de tempo em forma de palavras soltas e aleatórias. 
 
O professor pode ser considerado sim um herói, mas com prazo de validade. 
Seu tempo é a maior preciosidade que tem, além do conhecimento. 
Se não aplicá-lo com zelo, terá realizado a metade de sua capacidade.
 
 
["Um" professor serve a si mesmo, "O" professor serve o outro.]
 
 
 
A condição deste profissional, deste indivíduo, é inerente as próprias motivações que o levaram estar ali, diante de 40, 50 ou até 120 alunos dentro de uma sala. 
 
 
Se entristece pelo caminho, mas não desiste!
 
Se frustra durante semanas ou até meses, porém, não recua!
 
É persistente, resiste ao fogo, a críticas, a apatia e desinteresse de alguns alunos. Por isso, vence, pois SERVE O OUTRO!
 
 
Missionário para alguns, guru para outros.
 
O professor não "serve para", ele "serve de".
 
Lecionar não é apenas um serviço, é uma causa, uma bandeira, uma justificativa e o principal motivo da existência do professor.
 
Sem o professor é como se a educação não fosse completa. 
 
Todo ciclo que inicia não se fecha; para o professor, continua...
 
 
 
O professor SERVE o outro e, só por isso, já deve ser respeitado e honrado, ainda que suas limitações e imposições sejam objetos para apontá-lo.
 
O professor tem direitos e deveria ter até mais privilégios só pelo fato de realizar, muitas vezes, as funções extras de psicólogo, conselheiro, pai e mãe. Não deveria você, ALUNO, agradecer pelo menos "UM" professor pelo que fez por você, mesmo naquele dia que você estivesse de mau humor?
 
Mesmo naquele dia que você tenha preferido cabular aula, seu professor estava lá por você...
Mesmo quando você respondeu de forma grosseira, seu professor estava lá pra considerar sua participação...
 
Mesmo quando você achava que sabia tudo que estava sendo ensinado, seu professor estava lá para ter a paciência para te aturar e, até mesmo, promover suas considerações... 
 
Nunca se esqueça que tem professor que chora quando você vai embora (sente raiva, tem dor, tem família, tem problemas, tem força, mas também tem lá suas fraquezas).
E, em defesa de sua vida, quero aqui lembrar que devemos ser gratos a cada um deles, pois, aqueles que educarão também os nossos filhos e talvez netos, um dia passaram pela sua história...
 
Muitos professores são tão feras no que fazem que transmitem suas energias positivas como um toque divino. Chegam até a emocionar os que estão à sua frente, fazendo com que nosso coração e nossa mente estejam entregues para admirá-los para sempre! Só por isso, professor, você merece o nosso aplauso. 
 
 
Obrigado professor por nos servir esse tempo todo!
 
Comércio e importação de materiais escolares e de escritório.