Newsletter

Ler é conhecer a si próprio e o mundo

Marilene (Biguaçu/SC)

Marilene desenvolveu com seus alunos de 8 a 11 anos da E.E.B. Tania Mara Farias e Silva Loks o projeto multidisciplinar: Ler é conhecer a si próprio e o mundo.

Confira!
Marilene desenvolveu com seus alunos de 8 a 11 anos da E.E.B. Tania Mara Farias e Silva Loks o projeto multidisciplinar: Ler é conhecer a si próprio e o mundo.

O projeto teve como objetivo fomentar o gosto dos alunos pela leitura e promover a aprendizagem e formação, para que sejam capazes de se posicionar e compreender sua realidade social. Iniciou-se com a leitura individual e em grupos de livros do Monteiro Lobato, passando por cordéis, fábulas e outras literaturas, que resultaram em debates e intercâmbios de ideias e compreensões sobre os temas.

“Ao longo deste trabalho percebi que as crianças se mostraram mais curiosas, perguntando os significados de palavras e compartilhando com os colegas comentários sobre a história que estavam lendo, em alguns momentos em particular e em outros momentos num grande grupo.”

“Realizamos apresentações no qual os alunos compartilhavam com os colegas sua leitura, contavam a história, quem era o autor, relatavam o enredo, local e personagem e se indicavam ou não a leitura do livro. A partir daí, propus aos alunos que fizessem desenhos sobre as histórias lidas e ilustrassem detalhes dos personagens.”

“Como tínhamos trabalhado com a biografia de alguns escritores, percebi a possibilidade de propor aos alunos a criação de sua autobiografia, em forma de poesia ou literatura de cordel, pois já conheciam e gostaram bastante destes estilos literários. Preparamos uma apresentação da história de vida de cada um. Para isso, orientei quanto a entonação de voz, enfatizei que este tipo de leitura é quase uma música, que deve que encantar quem está ouvindo.”

Em seguida o projeto se integrou com as matérias de informática e artes.
“No decorrer do projeto sentimos a necessidade de envolver outras formas de linguagem, pois surgiram ideias das próprias crianças de digitar os textos na sala de informática. Conversamos com a professora, que gostou da ideia, e nos apoiou na digitação dos textos. Foram alguns dias para escrever, corrigir a própria escrita e reescrever.”

“Também sentimos a necessidade de desenvolver algo relacionado com artes plásticas. A professora de artes se identificou com o nosso projeto e se dispôs a ajudar a trabalhar em sua disciplina desenhos e pinturas dos seus corpos e confecção de máscaras com atadura engessada, desenvolvendo habilidades de percepção de cores, textura e criatividades.”





Marilene contou também que as crianças adoraram os materiais CIS para pintar, desenhar, recortar e colar. Todo este projeto foi apresentado na Feira de Ciências da escola.
“A nossa feira aconteceu no sábado, dia 23 de agosto de 2014. Foi muito gratificante mostrar o nosso trabalho para a comunidade escolar, ouvir muitos elogios e poder dizer que contamos com a parceria do Clube do Educador”.
Nós é que agradecemos por essa parceria, Marilene. Parabéns pelo lindo trabalho!

Comércio e importação de materiais escolares e de escritório.