Newsletter

A Cor do Poema

Maria Wanilsa (Fortaleza/CE)

O projeto A Cor do Poema, que a educadora Maria Wanilsa desenvolveu com os alunos da Escola Municipal Francisco Andrade Teófilo, tinha como objetivos o reconhecimento das diferentes variantes de registro de acordo com os gêneros e situações de uso, o desenvolvimento da oralidade, a ampliação vocabular dos alunos, o reconhecimento de que as ideias podem ser representadas de diferentes formas (desenhos, gestos, colagem, dramatização, entre outras), reconhecendo sua função social e a compreensão da relação oralidade-escrita, percebendo que o texto lido é representado por meio dos símbolos que compõem o sistema de escrita (letras, sinais gráficos, sinais de pontuação e acentuação).
Graduada em Pedagogia-Licenciatura Plena, iniciou a vida docente como estagiaria na Escola Educar SESC de 2006 a 2009, quando foi aprovada no concurso para lecionar na rede municipal de educação de Fortaleza. No começo, trabalhava com criançasde 4 anos, até que assumiu uma turma de 2º ano do ensino fundamental em 2012. Desde então, participa de programas de formação oferecidos pela prefeitura, como PAIC (Programa de Alfabetização na Idade Certa) e PNAIC (Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa).


Em roda, as crianças exploraram livros que apresentavam o gênero textual poema. Na biblioteca da escola, participaram de uma leitura conjunta.
De volta à sala, foi discutido o gênero textual poema, chamando a atenção para características comuns, como versos, rimas e estrofes.
Na aula seguinte, foi realizada uma 2ª roda de leitura, mas desta vez cada criança leu um poema que levou de casa.

Após as leituras, foram observadas questões como entonação, ritmo na leitura e palavras desconhecidas nos textos.
Depois, cada aluno ilustrou o poema pesquisado.
Foi construído coletivamente um painel com o texto Leilão de Jardim, da Cecília Meireles, e algumas figuras significativas que se relacionavam ao poema.

A partir do painel construído, foi explorada a leitura coletiva, leitura apontada e compartilhada.
Após esse momento, foi feita uma roda de conversa, discutindo aspectos como função social e finalidade do gênero textual poema.
Cada criança recebeu então o poema Ou Isto, Ou Aquilo, também da Cecília Meireles, para leitura e interpretação.

A partir da leitura do texto, as crianças foram estimuladas a observar as rimas presentes na narrativa. Após a identificação de forma oral durante a leitura, foi a vez de localizá-las no texto que cada um colou no caderno na aula anterior. As crianças localizavam e pintavam as palavras que rimavam, seguindo o critério de uma cor para cada par de rima encontrado.

Ao finalizar as atividades, a professora conseguiu perceber que os objetivos foram alcançados a partir de respostas dadas pelas próprias crianças em rodas de conversas.
Foi observada também a melhora da fluência e entonação na leitura, além da ampliação do vocabulário, melhora na identificação de rimas, na capacidade de expressar a compreensão de diferentes formas de expressão.

"Educar é uma missão árdua que deve ser incansável. Então, imagina o tamanho da missão de quem se atreve a trabalhar educando, que faz da educação sua forma de contribuir com a sociedade? É realmente um trabalho árduo, mas que deve ser abraçado por toda a sociedade."


Voltando ao texto Leilão de Jardim, as crianças foram organizadas em equipes nas quais deveriam construir um jardim com a Mega Massa.
As telas foram expostas no pátio da escola para apreciação de toda a comunidade escolar.


Comércio e importação de materiais escolares e de escritório.